• cursos e eventos da escrevedeira

    fique de olho nas novidades que acontecem por aqui

    CLARICE – UMA TRILOGIA
    (série Tão Longe, Tão Perto)

    com José Miguel Wisnik

     

    Quem é essa mulher que, tendo criado vínculos com a família, com o marido, com os filhos, ainda assim se sente, sem saber por quê, desvinculada deles? Este curso analisa as relações entre autora, narradora, personagens e linguagem, além de também abordar a época e os vínculos históricos de Clarice. Os livros Laços de Família (1960), A Legião Estrangeira (1964) e A Paixão Segundo G.H. (1964) são interpretados como uma trilogia que focaliza vertiginosamente a mutação em processo do lugar da mulher na ordem familiar.

     

    5, 12, 19 e 26 de junho, quartas

    19h30 às 21h30

    R$ 380

     

    José Miguel Wisnik é livre docente em Letras pela USP, professor da mesma Universidade, compositor e ensaísta. Escreve principalmente sobre música e literatura, em especial sobre autores como Machado de Assis, Fernando Pessoa, Drummond, Guimarães Rosa e Clarice Lispector. Publicou livros como O Som e o Sentido (Cia. das Letras, 1989), Machado Maxixe (Publifolha, 2008) e Maquinação do Mundo – Drummond e a Mineração (Cia. das Letras, 2018).

     

    *Este curso também será transmitido online.

     

    AS POSSIBILIDADES DO ENSAIO: TEORIA E PRÁTICA

    com Renato Prelorentzou

     

    Em séculos de existência, o ensaio se definiu sobretudo pela indefinição. Híbrido e maleável, diverso em suas manifestações, aproximou-se do jornalismo, da crônica, das memórias, da ficção, da poesia, da academia. A partir do equilíbrio entre discussões teóricas e exercícios práticos, este misto de curso e oficina de escrita criativa propõe que os participantes leiam e comentem textos paradigmáticos do ensaísmo e que, a cada encontro, avancem na produção de seus próprios ensaios, explorando novas possibilidades de ensaiar a partir da crítica e da imaginação.

     

    10, 17, 24 de junho

    e 1 de julho, segundas

    19h30 às 21h30​

    R$ 380

     

    Renato Prelorentzou é mestre em História Social e doutor em Teoria Literária pela USP. Tradutor de autores como Bertrand Russel, Perry Anderson e Peter Burke, também é editor e escreve sobre histórias e ficções em cultura.estadao.com.br/blogs/renato-prelorentzou

     

    POR QUE LER EUCLIDES HOJE?

    com Heloísa Starling e Milton Hatoum

     

    Embora não tenha sido pensado exatamente nesses termos, Os Sertões, de Euclides da Cunha, tornou-se um livro clássico da literatura brasileira, focalizando a rebelião de Canudos. Em especial o ambiente, a população e o relato da resistência e do massacre dos seguidores de Antonio Conselheiro por tropas do exército da República recém-instaurada. A historiadora Heloísa Starling e o escritor Milton Hatoum falam do processo de escrita da obra de Euclides – autor homenageado na Flip – , discutindo seu estatuto literário e as conexões com outras obras que tematizam o sertão e com a linhagem de interpretações do país.

     

    11 e 18 de junho, terças

    20h

    R$ 50 (cada aula)

    R$ 80 (as duas aulas)

     

    Heloísa Starling é historiadora e cientista política, professora da UFMG e autora de, entre outros, Lembranças do Brasil – Teoria Política, História e Ficção em Grande Sertão: Veredas (Revan, 1999) e Brasil – Uma Biografia (com Lilia Schwarcz, Cia. das Letras, 2015).

     

    Milton Hatoum é escritor. Traduziu Três Contos, de Gustave Flaubert (com Samuel Titan Jr., Cosac Naify, 2004), e publicou pela Cia. das Letras os romances Relato de Um Certo Oriente (1989), Dois Irmãos (2000) e A Noite da Espera (2017), entre outros livros.

     

    fotos: sempreumpapo / Renato Parada

     

    HISTÓRIA CULINÁRIA: A AVENTURA DA PESQUISA E DA ESCRITA

    com Carlos Alberto Dória

     

    O vasto território da Paulistânia (abrangendo São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Paraná e parte do Rio Grande do Sul) foi palco de encontros entre bandeirantes e povos indígenas, tornando-se a área da chamada culinária caipira, também conhecida como ‘cozinha mineira’, em paralelo à perda de identidade da cozinha paulista. Quais os percursos para investigar essa cultura alimentar e produzir um livro sobre ela? Como se cria e se apaga a memória de um território? E que papel a escrita pode desempenhar nesse processo? Essas são algumas das questões centrais exploradas nesse curso por um dos maiores especialistas em sociologia da culinária brasileira.

     

    11, 18, 25 de junho

    e 2 de julho, terças

    15 às 17h

    R$ 380

     

    Carlos Alberto Dória, formado em Ciências Sociais pela USP, com doutorado e pós-doutorado em Sociologia pela Unicamp, é autor de vários livros sobre sociologia da alimentação, entre eles Estrelas no Céu da Boca – Escritos sobre Culinária e Gastronomia (Senac, 2006), Formação da Culinária Brasileira (Três Estrelas, 2014) e A Culinária Caipira da Paulistânia (Três Estrelas, 2018).

     

    INTERSECÇÕES: LITERATURA E FILOSOFIA

    com Juliano Garcia Pessanha

     

    São várias as relações possíveis entre literatura e filosofia, envolvendo escritores que têm como mote central de suas obras questões caras aos filósofos, como Dostoiévski, Fernando Pessoa e Rilke, entre outros. O mesmo acontece com seu inverso complementar, grandes pensadores que tiveram suas obras reconhecidas como literatura; Nietzsche, por exemplo. O curso aborda intersecções diversas entre literatura e filosofia nesses e em outros autores, além de discutir algumas ideias antagônicas de contemporâneos acerca dessas relações.

     

    11, 18, 25 de junho

    e 2 de julho, terças

    19h30 às 21h30

    R$ 380

     

    Juliano Garcia Pessanha é graduado e pós-graduado em Filosofia pela USP. Autor de diversos livros, recebeu o Grande Prêmio da Crítica da APCA na categoria Literatura (2015) por Testemunho Transiente, reunião de sua tetralogia publicada pela Cosac Naify. Seus livros mais recentes são Epigramas Recheados de Cicuta (Sesi-SP, 2018), em coautoria com Evandro Affonso Ferreira, e Recusa do Não-Lugar (Ubu, 2018).

     

    INQUIETUDES NOS ROMANCES DE CHICO BUARQUE

    com Renato Tardivo

     

    Os protagonistas dos romances de Chico Buarque são sujeitos inquietos, que parecem estar sempre em busca, ou em fuga, de algo, atormentados por fantasmas de seu passado e tendo de lidar com as heranças sociais do país. No entanto, tudo é trazido ao leitor por uma voz narrativa enxuta e também poética, por vezes, com ritmos de canção. O curso aborda aspectos centrais dos romances Estorvo, Benjamim, Budapeste, Leite Derramado e O Irmão Alemão, a partir de temas recorrentes que envolvem deslizamentos entre estranho e familiar, sonho e vigília, liberdade e clausura e, afinal, realidade e ficção.

     

    15 e 29 de junho, sábados

    10h30 às 12h30

    R$ 250

     

    Renato Tardivo é doutor em Psicologia Social pela USP. Escritor e psicanalista, é autor do livro de contos Silente (7Letras, 2012) e dos ensaios de Porvir que Vem Antes de Tudo - Literatura e Cinema em Lavoura Arcaica (Ateliê, 2012) e Cenas em Jogo - Literatura, Cinema, Psicanálise (Ateliê, 2018).

     

    O CONTO NO SÉCULO XXI: TEORIA E PRÁTICA

    com Gustavo Pacheco

     

    Livros de contos e livros com contos são coisas diferentes. Livros chamados “de contos” são os que, como disse uma vez o escritor Rodrigo Fresán, “têm uma teoria por trás, os que não são apenas o resultado de juntar histórias, os que se devem a uma estrutura”. Indicada para leitores e escritores interessados em narrativas curtas, esta oficina analisa exemplos contemporâneos de diversos autores – incluindo alguns do premiado livro de contos de Pacheco – para identificar os principais elementos do conto no século XXI e discutir seu uso nos exercícios propostos.

     

    27, 28 de junho, quinta e sexta

    19h30 às 21h30

    e 29 de junho, sábado

    10 às 13h

    R$ 380

     

    Gustavo Pacheco é doutor em Antropologia pelo Museu Nacional. Autor do livro de contos Alguns Humanos (Tinta da China, 2018, Prêmio Biblioteca Nacional), traduziu para o português obras de escritores como Roberto Arlt e Julio Ramón Ribeyro. Codiretor da revista Granta em língua portuguesa, mantém uma coluna na revista Época.

     

    CLUBE DE LEITURA DE JUNHO

    com Luciana Gerbovic e Flavio Cafiero

     

    livro do mês

    Eles Eram Muitos Cavalos, de Luiz Ruffato

     

    Passado em São Paulo num único dia, o premiado livro de Ruffato joga com as possibilidades da forma romance para montar uma verdadeira polifonia urbana com personagens que retratam, nos mais diversos registros de linguagem, o tecido social da multifacetada e áspera vida na grande cidade.

     

    8 de junho, sábado

    10h30
    contribuição voluntária

    (Não é necessário inscrever-se)

     

    DEBORAH SALLES – DESENHOS PARA A ESCREVEDEIRA

     

    A designer e ilustradora Deborah Salles mostra suas dezenas de desenhos originais feitos para a Escrevedeira utilizando técnicas diversas, além de outros trabalhos impressos em risografia e fanzines.

     

    abertura 15 de junho, sábado, 14 às 18h

    visitação até 29 de junho, segunda a sexta, 14 às 19h 

     

  • cursos e oficinas permanentes

    OFICINA DE ESCRITA PARA INICIANTES

    com Flavio Cafiero

     

    Existem coisas que só saem de nós por escrito. Muita gente gostaria de escrever suas histórias, fictícias ou não, mas faltam estímulo e prática. E há aqueles que precisam escrever, mas não conseguem. Na oficina, por meio da análise de contos da literatura mundial e da proposição de exercícios de escrita criativa, o participante terá condições de soltar sua voz. Os requisitos são apenas gosto pela leitura e vontade de se aventurar.

     

    Flavio Cafiero é autor de O Frio Aqui Fora (Cosac Naify, 2013, romance finalista dos prêmios Jabuti e São Paulo), da coletânea de contos Dez Centímetros Acima do Chão (Cosac Naify, 2014, finalista do prêmio Oceanos e ganhador dos prêmios Jabuti e Belo Horizonte) e da novela digital O Capricórnio se Aproxima (e-Galáxia, 2014).

     

    turma 1

    12 de fevereiro a 7 de maio, terças

    17 às 19h

     

    turma 2
    20 de março a 19 de junho, quartas
    19 às 21h


    3 parcelas de R$ 430

    OFICINAS DE ESCRITA CRIATIVA

    com Noemi Jaffe

     

    A oficina propõe a leitura e a discussão de textos de referência em prosa, literários e teóricos, e exercícios diversos de escrita criativa, incluindo a análise crítica dos textos produzidos pelos participantes. Além disso, os participantes escrevem um ou dois contos longos durante o semestre, com acompanhamento do professor.

    ​​

    turma 1

    início em 11 de fevereiro, segundas

    20 às 22h

     

    turma 2

    início em 12 de fevereiro, terças

    10 às 12h

     

    turma 3

    início em 13 de fevereiro, quartas

    10 às 12h

     

    5 parcelas de R$ 430

     

    Inscrições e mais informações pelo e-mail contato@noemijaffe.com.br

    A ARTE E O DESASTRE DO ROMANCE

    com Joca Reiners Terron

    Os tratados mais conhecidos sobre a técnica da ficção em geral abordam o que chamam de “a arte do romance”. Mas como lidar com o desastre, o acaso ou mesmo o desconhecido, aspectos tão fundamentais no processo da escrita literária de longo curso? Afinal a literatura é repleta de convenções arraigadas e de caminhos sem ponto de chegada. E como prosseguir? A oficina destina-se àqueles dispostos a descobrir que a arte literária, para ser arte, precisa também saber escapar das normas e da mera correção.

     

    13 de fevereiro a 15 de maio, quartas

    19h30 às 21h30

    3 parcelas de R$ 430

     

    Joca Reiners Terron é escritor, com diversos livros lançados de poesia e prosa, autor das coletâneas de contos Hotel Hell (Livros do Mal, 2003) e Sonho Interrompido por Guilhotina (Casa da Palavra, 2006) e dos romances Do Fundo do Poço Se Vê a Lua, A Tristeza Extraordinária do Leopardo-das-Neves e Noite Dentro da Noite (Companhia das Letras, 2010, 2013 e 2017).

     

    Este curso também será transmitido online.

    Para inscrições online, clique aqui

    All Posts
    ×